Escolha uma Página

O termo “alto risco” em uma gestação geralmente indica a possibilidade de que o parto seja prematuro, a gestação interrompida ou ocorram complicações para mãe e bebê.

Condições de saúde da mãe podem determinar um cuidado maior na gestação: obesidade, idade da mulher (menor de 18 e maior de 35 anos), distúrbios metabólicos, da tireóide e que afetem o funcionamento de outros órgãos também podem elevar o perigo. Além disso, problemas anatômicos da gestante, que possam dificultar o parto ou a sustentação do útero e histórico anterior de abortos espontâneos entram no rol de fatores que merecem atenção.

Bebê gerado via reprodução assistida, gestações de gêmeos e malformações congênitas podem antecipar o parto ou exigir cirurgias intrauterinas, aumentando o risco da gestação.

Por isso, é fundamental a realização do Pré-Natal para acompanhamento e cuidado seguros para a gestante e o bebê.